tintapermanente

COISAS DO ARCO-DA-VELHA

Estar à brocha, amiga Alexandra, tem razão quando considera que não é uma frase feita a partir de um jargão. De facto não é. A sua dúvida, no entanto, torna-se sem solução porque deriva de um pressuposto enviesado, consequente de um caso homófono; brocha e broxa. Broxa, sim, pincel de pintura grosseira ou de caiação, é que não parece – e não é – o miolo da origem deste dito que se crê de raiz nortenha. Daí a sua perplexidade (...) o que é que um pincel tem a ver com estar aflito? (...).
 Nesta caso, será, então, brocha. Que, é bom que se diga, tem várias significações: pode ser a lingueta que segura a roda, na extremidade do eixo, nos antigos carros de tracção animal; no Minho também é a correia ou tira de couro ou de pano que segura as tamancas ou os socos e - esta é que importa – é a (...)


ler mais
(clique aqui)

PÉSSANGA

Ao meu espírito, como aos de toda a gente, às vezes dá-lhe para fazer pachecadas. Sentida a guinada, desvio-me, como não pode deixar de ser. Deixei os amigos a devorar futebóis e esgueirei-me por uma caleja ladeirenta, bem acompanhado por um reguinho de água.
De onde conheço este velho cuja sombra de castanheiro solitário me interrompe? E ali se faz o diálogo com fundo de águas em torcicolos rumorejantes.
- Era aí nesse buraco. A cascata fazia-se aí. Fazia-a eu. Eu e outros.
Reparei no vão de uma escada de pedra, que se prolongava debaixo de uma varanda de madeira já carcomida. A calceta era recente, mas o fraguedo teimoso aflorava junto aos pardieiros.
- E já não se faz porquê? (...)


ler mais
(clique aqui)

a minha caixa de antonomásias
canho, apólida, nemetano, retratador, golipão, estupofóbico, nervino, exúbere, vilão, manés, alóctone, testaçudo, curumim, escarolado, querendão, rimador, tartufo, pirrónico, andarilho, filógino, falto, conseguidor, probo, cônscio, adeantado, morigerado, achegado, revel, pegado, lisproso, gosma. E vianês.


                                                                                                                                                                                                                                2006 copyright™ jorgesteves