tintapermanente

COISAS DO ARCO-DA-VELHA

A Peste Negra (Morte Negra ou Peste Bubónica), que grassou há 650 anos, foi incontestavelmente a maior catástrofe já sofrida pela Humanidade. Alcançou todos os quadrantes do mundo conhecido, desde a China e a Índia até as mais distantes praias da Islândia e da Gronelândia. É provável - não existem dados muito precisos - que quase metade da população do mundo tenha perecido de uma morte rápida, mas horrivelmente dolorosa. Para apelar a uma imagem comparativa entre cidades, pode-se dizer que em todas os burgos da Europa, a Peste Negra ceifou uma percentagem da população substancialmente maior do que a destruída pelas bombas em Hiroxima ou em Nagasaki.
Em Janeiro de 1348, três navios, carregados de especiarias do Oriente, aportaram no aprazível e movimentado porto de Génova, (...)


ler mais
(clique aqui)

PÉSSANGA

(...) Isso tem alguma comparança com as que comes por aqui, diz-me cá?!, chasqueava o tio, tantas vezes era ele o primeiro a espevitar o brasume com um renque de carqueja. Uma por outra, lá ia eu, desajeitado, esconjurando as peladelas (chiça!..., vocifera sempre que afoitava a mão mais do que devia), aconchegando os tições e as castanhas que se iam tornando brancas de pó e pele por entre os meus dedos churros de carvão. É!..., ia dizendo para não dizer nada, não confessando prazeres de pouco explicar por cada escorregadela de vinho novo pelos gorgomilos abaixo a aquietar a queimadela da castanha tirada a esticão do brasido.
Esperai-de p’ra ber a canalha em barda, à roda, dar largas às pantominices, o Toino que sempre aproveitava a noite e a esquina da adega para acorbertar as mãos onde a Ana deixasse e o breu tapasse, e ainda mais havia quem afiasse a navalha no presunto e na broa à feição do copo que ia entornando carícias de veludo a dar tom à voz que, aqui e além, ora contava uma história, (...)

ler mais
(clique aqui)


a minha caixa de antonomásias
canho, apólida, nemetano, retratador, golipão, estupofóbico, nervino, exúbere, vilão, manés, alóctone, testaçudo, curumim, escarolado, querendão, rimador, tartufo, pirrónico, andarilho, filógino, falto, probo, cônscio, adeantado, morigerado, achegado, revel, pegado, lisproso, gosma. E vianês.


                                                                                                                                                                                                                        2006 copyright™ jorgesteves’